sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Sooner or later.



And then I whisper to the rain...

The only one I really want to talk to right now

because it is not expected to say anything...


What do I whisper?

Not even I know!

I let my mind wander,
my thoughts flow
my heart sink in the rain,

because the end is close, the end is near...

The end hurts.

But I will take it.

Full force, I will, I have to.

Too many thoughts lost and one conclusion came:

hope prevails, and love does too.

But the right now, the present,
the force of emotions in the moment...


Those, will remain silent,
locked up in a little golden room in my heart

Decorated with ribbons and hearts and joy

to be let out, maybe, one day.

Maybe...


But I will make it.

I know I will.
But those emotions are not locked up yet, no they're not.

They still fulfill every part of me,

but the room is decorated...
is ready...

it has to be...
because the end of the present,

is too soon for my liking,

but is already soon enough.

P.s.: Tenho de deixar esta coisa de escrever e depois quando leio o que escrevi... soa tão bem, soa tão... como se fosse o meu coração e mente que combinaram escrever, que quase me vêm as lágrimas aos olhos. P.s 2: O texto fictício que começei não está esquecido, mas esta semana foi de loucos. Hoje ou amanhã continua a saga :P

8 comentários:

PAULO LONTRO disse...

Sabes bem como eu gosto de combinações, fotos com texto.
Estás cada vez melhor. ;)

Lize disse...

Paulo, obrigada :) Eu tento pelo menos :P

Beijocas

PAULO LONTRO disse...

Tentas e consegues, dá-se valor a quem tenta não a quem nem tenta.

Lize disse...

Very true indeed!
Ou mais à portuguesa: e mai nada!


Beijinhos :)

Ricardo disse...

Nada como escrever o que nos vai na alma...

Beijo

Lize disse...

Ricardo, exactamente :)

Beijocas

poeta_poente disse...

Tens que deixar esta coisa de escrever??? Ai de ti!! Vais ver o que é um alentejano irritado!
:PPPP

Beijo

PS: Lindas como sempre as tuas palavras.

Lize disse...

Poeta_poente, ahah calma, calma, que eu não quero ninguém irritado, muito menos um alentejano xD :P O que eu queria dizer era que escrever coisas tão bonitinhas que quase me fazem chorar quando as leio logo a seguir não é lá muito boa ideia :P Embora eu até goste, de certa maneira. Aquela certa maneira do meu lado de masoquista ;P

Beijocas, e obrigada :)