quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Querer. Desejar. Amar. Suspirar.



"Too often, the thing you want most is the one thing you can't have. Desire leaves us heartbroken, it wears us out. Desire can wreck your life. But as tough as wanting something can be... The people who suffer the most, are those who don't know what they want."
(Anatomia de Gray)

Eu bem sei que hoje já me dediquei aqui ao blog... Mas encontrei esta frase e... Oh God... Esta frase de certeza que não foi dita a pensar a mim... Mas quem a pensou... Sabe precisamente o que eu acho e sinto...

2 comentários:

Anónimo disse...

"Too often, the thing you want most is the one thing you can't have. Desire leaves us heartbroken, it wears us out. Desire can wreck your life. But as tough as wanting something can be... The people who suffer the most, are those who don't know what they want"


É uma frase bonita e bem escrita, é um pesamento que deveria ser real, contudo nao o é.
Eu acredito que quem nao sabe o que quer vive feliz na sua ignorancia, poupa-se a sofrimentos.
O dificil e o que causa infelicidade é saber-se exactamente o que se quer, mas a vida ter-nos colocado numa posicao em que nao o podemos ter. A luta para o ter, poderá ser um jogo de azar que nos poderá sair muito, muito caro.

A ignorancia é hoje em dia uma bencao que nos protege...

Lize disse...

Crest, de certa maneira, sem dúvida que quem não sabe o que quer vive numa ignorância e numa certa forma de segurança feliz. Mas no meu caso, se há coisa que me aflige, é não saber o que quero. Até posso mudar de ideias na manhã seguinte (o que normalmente não acontece), mas quando me deito, gosto de saber quais são os meus sonhos e acreditar que os vou realizar... Mas isso, sou eu. Sem dúvida que "a ignorancia é hoje em dia uma bencao que nos protege...", pelo menos para a maior parte das pessoas.

Beijocas